Torne sua casa mais sustentável e econômica

O consumo mais consciente resulta numa economia que se reflete imediatamente nas contas do mês


Sustentabilidade tornou-se palavra da moda. Na prática, nada mais é do que levar a sério um velho slogan de uma campanha de economia de água: “sabendo usar, não vai faltar”. E está ficando cada vez mais claro que usar melhor os recursos naturais é fundamental para garantir a sobrevivência das próximas gerações. E com uma vantagem: o consumo mais consciente resulta numa economia que se reflete imediatamente nas contas do mês. Gostou da ideia? Então, que tal colocá-la para valer a partir de já? Aí vão algumas orientações.

Use equipamentos na capacidade máxima
Ligue a máquina de lavar apenas quando tiver roupa suja suficiente para sua capacidade total. Segundo o engenheiro Gilberto Martins, professor da Universidade Federal do ABC e especialista em aproveitamento de energia, o consumo da máquina de lavar com metade da carga é praticamente o mesmo da máquina cheia. Tenha em mente, também, que a água quente e a secadora elevam muito o gasto de energia. Se puder secar ao sol, melhor.

Na hora de passar roupa, vale o mesmo raciocínio. Em vez de ligar o ferro várias vezes na semana, prefira juntar uma grande quantidade de uma só vez. Assim você gasta menos, pois a maior parte da energia gasta no funcionamento está no processo de aquecimento do eletrodoméstico.

Use o botão de desligar
Saiu de um cômodo, desligue a luz. Não há ninguém na sala assistindo à TV, desligue o aparelho. “No caso dos computadores, há dispositivos neles para gerenciar o consumo de energia a partir de seu padrão de uso. Por exemplo, você pode determinar que ele apague a tela após 5 minutos sem uso do teclado, e que entre em modo de baixo consumo de energia após 15 ou 20 minutos sem uso”, explica o professor. Observe também a qualidade das lâmpadas que você adquire. O engenheiro civil Ricardo de Sousa Moretti, especialista em planejamento urbano da Universidade Federal do ABC, diz que a indústria está começando a lançar sistemas de iluminação com número de watts menores, que gastam 40% menos de energia. Outra dica é abrir as cortinas e utilize luz natural sempre que possível.

Chuveiro consciente
Segundo estimativa do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), o chuveiro responde por 24% de todo o consumo residencial de energia no país durante o ano. Nos meses de inverno, pode representar mais de 40% do consumo de energia em uma residência com quatro pessoas. Mas o uso consciente pode fazer com que o impacto do chuveiro sobre o consumo seja bem menor. “Desligar o chuveiro enquanto se ensaboa pode reduzir em 30% a 40% o consumo doméstico de energia elétrica”, diz o engenheiro Gilberto Martins. Considere, também, a possibilidade de trocar um modelo elétrico por outro a gás ou energia solar.

Torneiras econômicas
Moretti recomenda, ainda, a troca das torneiras normais pelos modelos com arejador. “Torneiras com arejador fazem com que a demanda de água seja bem menor”, diz ele. Os vasos sanitários mais novos já têm dupla vazão

Tags: consciência consumo economia energia solar sustentabilidade

Veja mais