Saiba como proteger sua previdência da inflação

Especialista lista cinco dicas para não prejudicar o rendimento

A inflação pode diminuir seu poder de compra e afetar as suas reservas para a aposentadoria. E, diante da alta dos preços, muita gente desiste de investir ou de fazer aportes extras para a previdência, o que prejudica ainda mais o rendimento.

Confira algumas estratégias para proteger o seu poder aquisitivo no presente e no futuro:

1.Faça uma revisão do seu orçamento
Quando foi a última vez que você calculou quanto gasta, realmente, por mês? O primeiro passo é analisar o que é fundamental e separar o que você consegue cortar sem prejudicar sua qualidade de vida. “Você pode, por exemplo, cancelar um título de clube, a assinatura de serviços que não usa frequentemente ou trocar o carro por um modelo mais econômico. Mas um item é sagrado: reserve dinheiro para seus investimentos”, explica Marcelo Cambria, professor de Finanças da FIPECAFI, Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras.

2.Converse com a família
Para uma transformação no ambiente familiar, é preciso que todos estejam conscientes dos motivos e empenhados na mudança. Crianças e adolescentes podem – e devem – participar da elaboração do orçamento doméstico.

3.Pesquise preços
Em tempos de mudanças na economia, alguns itens costumam sofrer reajustes maiores. Por isso, procure produtos similares para substituir os itens que podem aumentar a conta no supermercado. Uma opção para conseguir preços menores é fazer compras em atacadistas. Isso também pode ser feito com serviços.

4. Não compre por impulso
Evite comprar assim que vê o produto na vitrine. Sempre que possível, adie a compra: assim você evita comprar por impulso e tem mais tempo para avaliar se, realmente, precisa daquele produto.

5.Invista
Dinheiro parado é dinheiro que se desvaloriza. Por isso, os investimentos podem ser grandes aliados na proteção de seu dinheiro. Basta escolher o tipo certo de aplicação financeira. Fazer aportes extras na previdência complementar é uma alternativa inteligente. Além de proteger os rendimentos para a aposentadoria, o contribuinte poderá se beneficiar de redução no Imposto de Renda, caso faça a declaração pelo modelo completo. Esse tipo de investimento permite a dedução de até 12% da renda bruta anual da base de cálculo do imposto

“Existem investimentos que remuneram de acordo ou até acima dos índices de inflação. Os principais investimentos desse tipo são os títulos públicos, que podem ser comprados via plataforma do Tesouro Direto”, explica o matemático Marcus Tremontti, empresário do mercado financeiro.

Tags: economia Marcelo Cambri Marcus Tremontti orçamento previdência previdência complementar

Veja mais