Mutirão para negociar dívidas tem desconto de até 90%

Bancos, SPC e Serasa são participantes

Muitas vezes um pequeno deslize no orçamento pode resultar em uma grande dívida. Para que as pessoas tenham a oportunidade de voltar a serem bons pagadores, haverá um grande mutirão de renegociação de dívidas na primeira semana de dezembro com descontos de até 90%. A iniciativa é de grandes bancos e faz parte de um acordo entre as instituições financeiras e o Banco Central (BC) para promover educação financeira.

 

De acordo com o BC, a inadimplência das operações de crédito de pessoas físicas aumentou ao longo de 2019, em janeiro era de 4,82%, chegou a 4,99% em setembro. 

Entre os bancos participantes estão Itaú Unibanco, Bradesco, Santander, Caixa, Banco do Brasil (BB) e Banrisul, que vão manter 261 agências abertas até às 20h, entre os dias 2 e 6 de dezembro somente para renegociar dívidas. As outras agências que funcionarão no horário normal também vão oferecer esse tipo de serviço.

A tecnologia também é uma aliada no mutirão, nos canais digitais dos bancos é possível renegociar as dívidas. Para isso, é necessário assistir a um vídeo e ler um folheto com dicas de planejamento financeiro. 

O acordo feito pelo Banco Central não estabelece metas específicas para a redução de endividados, ou seja, cada banco trará suas próprias regras, podem ser parcelamentos, descontos ou até troca de dívidas. Cabe aos devedores verificarem o que o seu banco oferece de mais vantajoso. 

O projeto ainda abrange mais três ações, uma plataforma online de educação financeira que estará disponível em 2020; um concurso nacional para premiar as melhores ações de educação financeira, com previsão de abertura de edital em maio do ano que vem; e o evento Semana Nacional de Educação Financeira (ENEF), com várias ações específicas que visa alcançar cerca de 144 milhões de brasileiros.

Organize-se

Além de participar do mutirão, vale seguir outros caminhos para se livrar de vez das dívidas. Confira algumas:

  • Ter uma noção: é primordial que você saiba tudo o que você deve, para isso, coloque no papel todas as dívidas que você tem, desde os cartões de crédito, até empréstimos, boletos e financiamentos. 
  • Criar orçamento familiar: é por meio dele que você organiza tudo que entra e sai nas suas finanças. Na Internet é possível encontrar sites que ajudem a criar um orçamento bem simples e bastante útil.
  • Gastar apenas o necessário: se você está em processo de quitar as dívidas, tenha em mente que você terá que abrir mão de algumas coisas. Dentro do orçamento, verifique o que poderá ser cortado.
  • Atenção na negociação: na hora de negociar, seja estratégico, esteja atento ao desconto real; se for parcelar, quais serão as taxas de juros; depois de quitar, quando será regularizada a situação no Serasa; se haverá carta de quitação.

Com organização e foco é possível virar um bom pagador e não sentir mais as dores de cabeça causadas pelas dívidas. Conte com a ajuda da família e finalmente limpe o seu nome. 

Tags: dívidas finanças

Veja mais