É melhor gastar seu dinheiro com experiências ou com a bolsa da moda?

Nada vai tirar de você as histórias vividas em viagens ou shows incríveis

Ter mais memórias e histórias para contar ao invés de ter roupas, relógios e outros objetos da moda, pode ser uma forma inteligente de gastar o seu suado dinheiro. Pelo menos é o que diz um estudo conduzido pelo Dr. Thomas Gilovich, professor de psicologia da Universidade Cornell. Segundo ele, ao investir em viagens ou experiências, a felicidade dura mais tempo do que aquela que é gerada momentaneamente por uma compra em uma loja qualquer.

E com programação é possível fazer aquele passeio que muitos julgam ser impossível de realizar. Basta abrir mão das parcelas do último iPhone, ou daquele carro que poderia ter sido comprado sem a necessidade de se endividar tanto. Ao frequentar shows, exposições, bares com seus melhores amigos, por exemplo, é possível realizar uma troca cultural e de experiências que pode ser muito enriquecedora.

Ainda segundo o estudo, a partir do momento que compra algo e você o vê repetidas vezes, você acaba se adaptando. O que era novo deixa de ser novidade e consequentemente, acaba deixando de ser tão legal quanto no começo (salvas exceções, claro). O material permanece separado de você, já as suas experiências vão fazer parte para sempre da sua identidade.

Comparações pouco importam

Posses, por sua natureza, criam comparações. Nós compramos um novo carro, um celular, um vestido e ficamos animados até alguém aparecer com um melhor. Já as experiências não são comparadas como as coisas. Pois cada um tem sua visão de um lugar, um evento, algo vivido.

Vale lembrar também que não somos nossas posses, somos o acúmulo de tudo o que vemos, das coisas que fizemos e dos lugares em que estivemos. Comprar um computador de última geração não vai mudar quem você é, mas tirar férias com sua família para ter mais tempo e se divertir com ele, transformará muito mais a sua vida e daqueles que te amam.

Vale mais a pena você contar aos seus netos sobre suas inesquecíveis viagens, shows, histórias vividas, do que falar que você sempre teve a bolsa, a roupa, o celular, ou seja lá o que for da moda. 

Tags: comprar consumo experiências moda qualidade de vida

Veja mais